sexta-feira, 28 de setembro de 2012

vazio

vou-me deixando ficar no mundo de antes e depois de todas as palavras...
percebo-me vida fora de todo o pensamento...
flutuo com a intensidade intermitente do instante que não antecipo...
e cumpro a felicidade escondida em todos os nadas das minhas certezas

desaparecem as verdades gritadas pela consciência muda
e fica a nudez ridícula que a cegueira não esconde

a praça pública cheia de grandes EU's...
afinal está vazia!!!

Sem comentários: